O chester mais amado do mundo

Por: sexta-feira, dezembro 25, 2015 4

boneco de neve

O carro atrás buzina e o ambulante bate no vidro oferecendo gorros de papai noel por apenas um e noventa e nove. O sinal vermelho não abre, o sol não se esconde, o ar-condicionado não funciona. A vida não é mole. Cadê os ambulantes vendendo água de coco? Ou água na garrafinha? Ou borrifador para limpar vidro? Está tão calor que doi a mente. Tinha que comprar fios de ovos e chester e deixar na casa da mãe, depois passar na costureira (e conferir a barra do vestido), deixar um dinheiro na caixinha do condomínio e comprar papel de presente. Até o meio-dia.

Mensagem no WhatsApp, mas as mãos estão no volante e mal dá para ver a rua  atrás do Ray-Ban riscado de tanto ser jogado no banco do carro. Melhor dirigir sem óculos do que bater na traseira de alguém. Chega finalmente no mercado e já escuta lá de fora o anúncio da promoção Vem que tem! Vem que tem! Tem chester? Corre com o carrinho até a seção de frios. Do outro lado, vê uma moça de mão dada com uma criança se aproximar do funcionário com a camisa Posso ajudar?, e perguntar: Onde é que tem chester?

Dada a largada, as duas mulheres estão na corrida. Uma delas coloca a mão na carne congelada e a outra também, ao mesmo tempo, e se dão conta de que é o último chester. A criança abre o berreiro. Agora, não vou te dar colo, Camila! Mas eu quero o boneco de neve!, ela continua a chorar, apontando para um pôster pregado na parede. O funcionário  não tem o que fazer, mas chama o gerente quando vê as duas clientes brigando pela comida. Um adolescente começa a filmar pela câmera do telefone celular e posta no youtube o vídeo  que fez: O chester mais amado do mundo.

 

 

OBS: Sei que no último post, eu falei que só publicaria de 15 em 15 dias, apenas nas quintas-feiras, mas não resisti! Impossível não postar um conto de natal no dia do natal! ;)

 

boneco de neve

O carro atrás buzina e o ambulante bate no vidro oferecendo gorros de papai noel por apenas um e noventa e nove. O sinal vermelho não abre, o sol não se esconde, o ar-condicionado não funciona. A vida não é mole. Cadê os ambulantes vendendo água de coco? Ou água na garrafinha? Ou borrifador para Continue Reading

Mudanças no blog

Por: quinta-feira, dezembro 17, 2015 0

maquina de datilografia

 

Querido leitor,

Depois de dois anos postando crônicas e contos inéditos toda semana no blog, é hora de mudar um pouco a rotina!

Com o meu novo livro saindo do forno, a ser lançado em 2016, as postagens passarão a ser quinzenais e não mais semanais…

É que escrever um livro não é fácil, e o processo todo envolve muita dedicação e disciplina. Por isso, cada semana  dedicada  a este projeto significa um tijolinho a mais no projeto final.

Esta mudança é por tempo determinado – apenas três meses.

Mas ainda estarei aqui, toda quinta-feira, a cada quinze dias, contando com a sua leitura e carinho de sempre! 

E a página do facebook continua no ar, com resenhas e notícias sobre o mundo da literatura :)

Beijos,

Patrícia Baikal

maquina de datilografia

  Querido leitor, Depois de dois anos postando crônicas e contos inéditos toda semana no blog, é hora de mudar um pouco a rotina! Com o meu novo livro saindo do forno, a ser lançado em 2016, as postagens passarão a ser quinzenais e não mais semanais… É que escrever um livro não é fácil, Continue Reading