Três vidas

Por: quinta-feira, novembro 24, 2016 0

tres-vidas

 

Ela queria tanto estar em vários lugares ao mesmo tempo que sua vontade a transformou em três. Maria Elisa se tornou Maria, Elis e Isa. No princípio, foi difícil se ver triplicada e dividir as funções entre suas réplicas, mas depois ficou feliz e achou que tinha resolvido a sua falta de tempo.

Maria ficou por conta da família, Elis do trabalho, Isa do resto. No mesmo instante, Maria Elisa estava em seu escritório de advocacia, cuidando das crianças e fazendo compras de supermercado. Ninguém mais reclamava da sua ausência ou falta de atenção. Sobravam horas para dormir o quanto quisesse, ir ao cinema e até ficar de frente ao espelho olhando as próprias rugas.

Ao completar oitenta anos, Maria Elisa ficou muito doente, prestes a morrer. Teve que lidar com três mortes causadas por problemas no coração. Do outro lado da vida, depois de pagar os pecados triplamente, pediu para reencarnar três vezes ao mesmo tempo e jurou não reclamar.

Renasceu como uma escritora que conseguia escrever trilogias simultaneamente, em primeira pessoa. Os três narradores, egos da própria escritora, tinham vidas completamente diferentes e se complementavamNão reclamou e considerou seu desejo atendido.

 

 Imagem: P. Baikal

Sem Comentários.

Comentar Post

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *